segunda-feira, 26 de maio de 2008

Novidades nem tão novas assim

Depois de um final de semana estressante, nada como uma passada no meu mundinho para me distrair.

Visitas menos frequentes, é verdade, mas sempre cheias de saudades.

***
Resolvi me dar um tempo. É verdade. Em maio completou um ano em que estou um pouco insatisfeita com minha profissão. Na verdade, não necessariamente com minha profissão, mas com meu trabalho.

Pensei que tudo mudaria com meu novo cargo. Mas sabem, não foi bem o que aconteceu.

E eu sei bem porque.

Sempre me pergunto por que raios de motivos escolhi a editoria de Polícia. Por que não escolhi Cidades??????????

Pode ser coisa de Deus, de destino.

Tá certo que quando me perguntaram pela primeira vez, eu disse Economia (e ainda tenho muita vontade). Mas não havia vaga. Aí me perguntaram qual preferia: Polícia ou Cidades. Ahhhhhhh.... Eu e minha impulsividade.

Mas enfim... Não tenho vocação para VIVER na redação. Amo ser jornalista, mas não faço nenhuma questão de perder meus finais de semana (como foi o caso deste último) para ficar correndo atrás de familiares de pessoas mortas por arma de fogo ou em acidentes.

Na verdade, acho que isso é que tem me chateado mais. Tanto os assuntos quanto a renúncia à minha família e ai meu descanso. Você pode estar pensado: nossa, mas ela é muito nova para já estar assim...

Mas eu digo: talvez não saiba bem o quero da vida, mas de uma coisa eu tenho certeza: SEM MUITO BEM O QUE EU NÃO QUERO!!

Por isso, pensei muito esses últimos dias e decidi me dar um tempo, de não ficar estressada por causa disso. Então, decidi esperar por mais um ano. Quem sabe não consigo mudar de editoria e essa insatisfação passa?

Mas quero deixar claro que, apesar de tudo, estou gostando. Mesmo com essa insatisfação. Embora ainda goste mais da minha função anterior.


***
Bom, a reforma na casa está saindo.

Acho que daqui a uma semana a casa da minha mãe já vai estar pronta. Aí vai ser melhor. Vamos desapertar e aliviar a vida da minha irmã e do meu cunhado.

Sobre o casamento, faltam alguns detalhes. Mas aos poucos as coisas vão se ajeitando.

Bom, apesar do tempo sumida, não tinha muitas novidades. A não ser trabalho. Mas sobre isso ninguém quer, nem merece saber.

Mas já deu para sacudir a poeira.

4 comentários:

Ju disse...

é... dá um prazo pra si mesma, quem sabe as coisas não melhoram né?
não sei se te interessa ou se ajuda, mas tenho um outro blog sobre dicas de casamento... é q tbm estou planejando o meu... q tá longe ainda
e o seu, é pra qndo?
=)

Kari disse...

Ah moça! Saber de tu é sempre bom... E quanto ao trabalho, espera mais um pouco, só pra ter certeza, afinal, esse ano acho que, se concentar em qualquer coisa está difícil, não é? Espera mais um pouco e depois que o casamento passar, quando você estiver mais tranquila, aí você vê se é isso mesmo que quer, ou que não quer....

E fico feliz em saber da reforma!!!
Fica bem, tá?

Beijão

Por Um Brasil de Cidadania. disse...

Sabe aquela conversa sobre cidadania, fazer um Brasil melhor, que a gente acha muito bonita, mas, quase sempre, por falta de tempo, acabamos deixando de lado? Vamos mudar essa história.

O site Um Brasil de Cidadania, desenvolvido para a Ação Global do SESI, vem justamente criar um jeito prático para que cada um faça sua parte.

Uma foto, um vídeo, uma simples frase, coisas do dia-a-dia, cada coisa tem seu valor na construção de um Brasil com mais cidadania. Nossa missão é estimular as pessoas a mostrarem como têm colaborado. E isso pode ser mais fácil do que parece. Existem duas formas de contribuir. A primeira é adicionar tags específicas às fotos do Flickr , posts no Twitter e vídeos do YouTube ligados ao tema (conforme exemplo em anexo) e eles serão mostrados no site da ação. E a segunda é contribuir no próprio site, deixando seu depoimento. Para entender melhor como funciona, visite: http://www.umbrasildecidadania.com.br/?name=Blogs&V707

As tags para vídeos, posts e fotos são: cidadania, caridade, voluntariado, voluntário, beneficente, doação, donativos, SESI, ONG, “Ação Global”, "ação social", "ajuda ao próximo", "responsabilidade social", "serviço comunitário", “brasil de cidadania”.

Obrigada por contribuir por um Brasil com mais cidadania.

Alice Désirée disse...

o q faz alguém no cargo de editoria de polícia?? Eu n teria coragem de trabalhar na polícia..Gosto de áreas de trabalho mais felizes e simpáticas..No seu caso, tb me sentiria mal mas tenta ir procurando algo novo por enquanto pra q vc n fique assim, isso acaba com a produtividade da pessoa!
Tô com blog novo e gostaria q vc fosse lá!
Bjs!
=1