quarta-feira, 9 de julho de 2008

Para cada ação, uma reação!

No ônibus...

- (um cutucão) Moça, eu e meu amigo estamos armados. Não vamos fazer nada com a senhora. Apenas queremos o seu celular.

- (uma olhada para o cara) Meu celular? Tem certeza?

- Sério tia, não vamos fazer nada com a senhora. Mas passa o celular. Só isso e a gente vai embora.

- Posso tirar meu chip pelo menos?

- Isso, ótima idéia. Pode tirar. Depois me passa o celular.

- Tá. Mas me mostra a arma primeiro.

- Pow, tá duvidando de mim?

- Não, claro que não. Mas se você tá armado, é só mostrar a arma que eu te dou o celular.

- Pow, a arma está com meu amigo. Me passa logo o celular que eu vou embora.

- Te dou, se você me mostrar a arma. É simples. Pede a ele pra me mostrar que eu entrego.

- Me entrega logo, que nós vamos descer no próximo ponto, vai. Não vamos fazer nada com você.

- Me mostra que eu entrego.

- Cara, você está me obrigando.... Pow, tia, eu não queria fazer isso, mas é que nós estamos devendo R$ 2oo 'pros cara', entendeu, e se não pagarmos, vamos morrer.

- Eu sei, mas eu também estou devendo. Estou até com o nome sujo no SPC. Poxa, não faz isso comigo não. Por favor. Não posso ficar sem meu celular...

- (o outro interrompe) ‘Vamo’ embora...

- ‘Pera’, não vou descer não... Me passa logo o celular moça. Tô conversando numa boa com você. Você é bonita... entrega logo, vai.

- Por que você está nessa vida... Já tentou arrumar um emprego?

- Já, mas não deu certo... Não vai me passar não? Tira o chip e me entrega logo, vai. Foi uma idéia tão boa, não faz isso... Me entrega logo!

- Poxa cara, eu tenho filho pra criar...

- Eu também tenho uma filha de dois anos.

- Então? Sai dessa vida...

- Pow, mataram meu pai e minha mãe na minha frente, tá ligado? Aí eu me revoltei com a vida. Há duas semanas mataram meu irmão, eu estava preso. Me dá logo.

- Me mostra a arma!

- (fala sozinho) É por isso que 'nóis' tem que matar logo essas 'desgraça' mesmo. Mas nóis tenta ‘conversa’ eles ‘faz’ assim... Tá vendo lá em baixo (se referindo ao 38º Batalhão de Infantaria - Exército)... queria era jogar uma bomba lá pra acabar com todos eles...

- Mas por quê?

- Porque matar os outros é bom demais!

- Pra quê, pra voltar pra cadeia?

- Pô, eu sou ali do Jaburuna, tá ligado? Tenho que pagar os caras...

- Mas deve haver outro jeito de conseguir esse dinheiro. Eu também preciso dele.

- Mas se a senhora está devendo, ninguém vai te matar por isso, certo?

- Mas e meus filhos vão ficar sem comer...

- Mas aí fica sem comer pra dar para os filhos!

- Mas eu também vou ficar sem comer.

- Pow tia... Passa logo aí, vai...

- Mas por que eu?

- E ladrão lá vai escolher quem vai assaltar?

- Olha só, se eu te entregar meu celular, vou ter que ir até a delegacia fazer um B.O. ...

- Pow tia, faz isso não. Você não vai fazer isso, né?

- (outro interrompe novamente) 'Vamo' embora logo cara...

- Ô rapaz... vai embora em paz, vai...

- Não, não vou. Me dá o celular!

- Ô cara, não faz isso comigo não. Eu preciso do meu celular.

(minuto pensativo)

- Ô tia, desculpa aê. A gente às vezes pensa só na gente, e não pensa que outras pessoas tb precisam de dinheiro que nem nóis.

- Então.

- A senhora é casada moça?

- Sou.

- Tem quantos filhos?

- Dois, um menino e uma menina.

- Eu tenho uma de dois anos.

- Então, você tem que pensar nela agora.

- É mesmo. Foi mal tia, desculpa mesmo. Acho que falei até coisa feia pra senhora né? Você vai descer no Terminal, né? Mas aí, eu deixo a senhora ir em paz, se você prometer que não vai me 'caguetar' pra ninguém, tá?

- Claro que não. Faz de conta que eu nunca te vi.

- Cara, nois tem mesmo é que assaltar esses playboyzinho de nada, não os trabalhador. Foi mal. Desculpa qualquer coisa, sei que a senhora batalha pelo seu dinheiro...

- Pois é, eu ando de ônibus, não tenho grana...

- Falou então tia... Vou pensar nas coisas que a senhora me falou. Desculpa aê (dá a mão à sua quase vítima e sai correndo).

*Para quem mexe com a violência todos os dias, essa foi a pior reação que eu poderia ter tido. Eu sei bem disso. Todos me chamaram de doida. E se eles estivessem realmente armados? Só pensei nisso depois, quando minhas pernas começaram a tremer e a sensação de que eu poderia ter morrido veio à minha cabeça.
A gente nunca sabe qual será nossa reação diante de alguns fatos... Mas quando me vi em uma situação que nunca tinha enfrentado antes, e que daria meu celular para um malandro querendo passar a lábia em mim, resolvi passar a lábia nele também.
Ainda bem que Deus estava comigo.
Mas só peço uma coisa: que isso nunca mais aconteça, ainda mais agora que eu sei QUAL PODERÁ ser minha reação...
Por favor, nunca façam isso.
Fui corajosa, mas agora estou abalada com tudo isso. Não pensei na minha família na hora. Só pensei em me defender. Mas nem sempre o ataque é a melhor defesa...
Pense nisso.

6 comentários:

ઇ‍ïઉ Paula ઇ‍ïઉ disse...

Oi, achei seu Blog fuçando eu sou nova nesse mundo, e to adorando... o que te aconteceu tambem ja me aconteceu e eu tive essa mesma reaçao que vc, incrivel como no calor das coisas agimos totalmente ao contrario do que é o certo pra fazer...eu so me dei conta qndo cheguei em casa, o ladrao ainda me devolveu o relogio que eu ja tinha ate entregado rs...
Adorei seu Blog e esta nos meus favoritos ja...

Ju disse...

doida!
vc não foi corajosa, foi doida...
é q dá uma raiva dessas coisas né? mas não faz mais isso não tá?
=)

Alice disse...

.... toma cuidado viu !!... mas ainda bem que Deus estava com vc !!]


bjkassssssssssssss

Kari disse...

Aí Kata, fiquei toda arrepiada só de ler... Imagino como tu deves estar abalada, mas é sempre bom perceber que Deus está com a gente, e, é nessas horas que Ele nos carrega no colo.

Eu poderia te criticar e te chamar de louca e outras coisas, mas não faço isso, pois sei que a sua reação foi inesperada pra você também... A gente nunca sabe o que vai fazer.
Um dia, quando estava numa loja de trocar câmbio, e ouvi um tiroteio do lado de fora, a única coisa que conseguir fazer foi gritar. Minha mãe mandou eu me abaixar, mas não consegui parar de gritar...
Mas, vê se tenta não fazer mais isso, viu???

Beijos!
E fica bem!

Maria Fernanda disse...

Como o fim foi melhor do que o esperado, eu só tenho que é aplaudir - mesmo que erroneamente - a tua reação. É bom quando fazemos as pessoas pararem pra pensar.

Beijo doce :*

Unknown disse...

網頁設計 網路行銷 關鍵字廣告 關鍵字行銷 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 關島婚禮 巴里島機票 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 銀行貸款 信用貸款 個人信貸 房屋貸款 房屋轉增貸 房貸二胎 房屋二胎 銀行二胎 土地貸款 農地貸款 情趣用品 情趣用品 腳臭 長灘島 長灘島旅遊 ssd固態硬碟 外接式硬碟 記憶體 SD記憶卡 隨身碟 SD記憶卡 婚禮顧問 婚禮顧問 水晶 花蓮民宿 血糖機 血壓計 洗鼻器 熱敷墊 體脂計 化痰機 氧氣製造機 氣墊床 電動病床 ソリッドステートドライブ USB フラッシュドライブ SD シリーズ