sábado, 8 de agosto de 2009

Solidariedade

[...]

Quando penso que os homens são incapazes de lidar com as diferenças, me emociono ao ver fotos como essa.
Que sensibilidade teve esse fotógrafo que desconheço?
Quão agradável seria se houvesse compreensão e compaixão entre os povos, entre os homens. Poderia essa pomba ter tido pena do pequenino e indefeso macaco, que ela achou que poderia dar alento a ele?
Quantos iguais a nós estão nas ruas e nos negamos a dar-lhes um prato de comida?
Não me isento desse comportamento. Pelo contrário, faço parte dessa grande parcela que só pensa no próprio umbigo.
Que Deus me perdoe e me ajude a ser mais solidária e tire de mim o preconceito e a indiferença.

9 comentários:

Confiança num dia após o outro disse...

A primeira coisa que falei quando o seu blog ainda estav abrindo foi: Que bonitinhoo
Que foto linda. Tava pensando sobre a indiferença das pessoas. Sabe o livro o vendedor de sonhos?
Eu tô lendo e tô vendo o mundo, já me sensibilizava com imagens terríveis como fome ou probreza, mas a cada dia eu quero ser uma pessoa melhor e vender sonhos para os outros. Tentar pelo menos transformar os sonhos dos outros em realidade. Se todos fizessem isso acho que seria bem diferente.
Adorei o post.
bjus

Ju disse...

eu tenho essa imagem salva pra fazer um post sobre ela, adoooooro!
sinto essa coisa solidária quando a vejo
=)

Kari disse...

Inexplicável.
Linda foto.
Mas, a olhá-la, lembrei daquela foto do menino e o urubu (creio que tu já viu)... E quando a estudei na sala de aula, foi uma foto feita e, depois que descobri isso, ela perdeu todo o significado para mim...

Mas sim, todos os dias me envorgonho de sermos como somos...

Beijos

Jéssica C. disse...

As crianças também são um exemplo de solidariedade. Elas conseguem ser mais solidárias que muita gente que se diz 'boa' por aí.

Leonardo B. disse...

Cara Katarine

Perambulando por esse mundo de blog, aí,(porque há mais mundo que mundo de umbigo!), dei com este seu... e vou ficar por aqui, na sua esplanada de letras, escutando com coração e tudo, só para saber quantas letras são necessárias para "construir" uma amizade...

um transtlântico abraço

Leonardo B.
Bizarril
Portugal

www.impressoesdigitais2.blogspot.com

[aparte: Minha Cara, pelo sim e pelo não, não querendo cometer ilegalidade, "puxei" uma imagem aqui do seu blog, para ilustrar o meu post de hoje... gostaria de saber se é sua, para adicionar os devidos créditos... caso contrário, se não for de seu acordo, retirarei de imediato a imagem... passe lá na esplanada para selarmos acordo e beber uma taça de bom vinho... ou uma limonada, tanto faz!]

Mariana Melo disse...

infelismente hoje em dia não podemos mais nos dar ao "luxo" de sair por ai abraçando, ajudando, cumprimentado qualquer um que a gente ver na rua. admito que o culpado somos nós mesmos, mas nos dias de hoje são poucas as pessoas que encontramos na rua e não nos dão certo medo /se é que me entende.

o blog ta maravilhoso, li outros posts e amei, parabens :*

Xana disse...

Será porque a diferença às vezes nos magoa e pomos tudo no mesmo prato? deixamos de ser racionais...acho que é isso menina!!

beijo

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

amar, sentir y v vir
todas las sensaciones
que den paz En este tiempo
para descansar, katarine
,
sosiego y
tranquildad a nuestro corazon.
Desde mis HORAS ROTAS,
y AULA DE PAZ
un afectuoso abrazo y
cariño compartido
siempre desde el alma
saludos
de amistad:
---Jose Ramon---

Carol * disse...

Sabe Katarine, a nossa espécie é a unica do reino animal que exalta exageradamente a sua racionalidade a ponto de esquecer o coração.b