terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Me entrego


Eu e essa velha mania de me entregar...
Me entregar aos acontecimentos, sejam eles bons ou ruins.
Me entregar ao acaso, ao próximo, aos amigos...
Me entregar ao amor...
Ah... o amor!!!
Me entrego de corpo e alma...
Me dou, de coração aberto...
Com olhar distraído,
respiração ofegante,
preocupação a toda hora,
pensamento que não sai do lugar,
pessoa que não sai da cabeça, seja ela quem for...
Me entrego ao desassossego de uma ligação aflita no meio da noite,
ao abraço desconsolado,
à noite serena e fria,
ao despertar do dia ensolarado!!
Me entrego, me desespero, me aflijo e ganho força.
Sinto o bater do coração,
conto as estrelas,
choro junto,
enxugo as lágrimas
espero o momento de nos encontrar,
Me entrego à luta por ver-te sorrir,
por sentir seu cheiro.
Me entrego à aflição dos amigos,
me entrego ao escuro,
Sem saber se alguém se entregará por mim.
Me entrego às orações,
às desilusões da vida,
ao desrespeito,
à falta de consideração,
ao ódio,
à inveja,
à incompreensão.
Me entrego à felicidade,
aos dias de chuva,
ao encanto,
ao desencanto,
ao desabrochar de uma flor,
ao sorriso de uma criança,
ao pôr-do-sol,
ao nascer da lua...
Simplesmente.... Me entrego!!

Um comentário:

Chris disse...

Amiga, o que eu gosto é de rosas, de amor, de entrega, de choro pela saudade, de sofrimento para tirar o sofrimento do outro. Me entrego, exagero, luto, sinto dor no coração. Mas sabe de uma coisa. Não vou mudar não. Vou aprender com essas dores e continuar me entregando, porque o amor é a coisa mais linda que alguém pode sentir. Mesmo que não correspondido, amo tanto o amor que sinto, porque é tão bonito, tão puro, tão amor. Não dá nem vontade de deixar de amar.
Obrigada por tudo, pelas experiências, pelo abraço na noite de lágrimas e os cds que falam de Deus, de amor, de VIDA. Agradeço a Deus por colocar você no meu caminho, para me ensinar a ver o meu valor. Hoje eu sei que posso tudo naquele que me fortalece.
Um grande beijo e que o amor sempre vença. Suki amiga