quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Amor

Hoje vou falar dessa palavrinha.
São apenas quatro letras, mas que tem muito a dizer.
Já no ventre de nossa mão, com raras exceções, cada um de nós descobre o que é o amor. A mamãe, com carinho e dedicação, junto com o papai e toda a família prepara o ambiente com expectativa, na espera por esse lindo ser que está sendo gerado, e que em alguns meses, irá nascer.
Daí chegamos ao mundo, conhecemos nossa família. Recebemos beijos e abraços de todos. E aquilo que sentíamos dentro de nossa mamãe, é materializado, em um gesto de carinho e de ternura.
Os anos vão passando. Descobrimos que 'nem tudo são flores' e que o amor não é o único sentimento que existe. Começamos a ir à escola. Conhecemos a amizade, a disputa, a inveja, a cumplicidade, a solidariedade... Quem tem uma vivência religiosa conhece a fé, a crença... o PERDÃO.
Daí um belo dia, conhecemos uma pessoa que faz nosso coração pular mais rápido. Nossos olhos ficam fixos e não conseguem sair do lugar, alguns ficam envergonhados, olham para baixo com a face rosada. Outros encaram de frente! Exprimem seus sentimentos mais queridos. É a paixão, dando seus sinais... é o início de um amor diferente, que nós ainda não tinhamos provado. Em alguns momentos provamos o ciúme de quem queremos bem. E aí somos tentados a ter possessividade.
Então tudo aquilo vira uma explosão de alegria quando acontece o primeiro beijo, ou uma infinidade de tristeza, se ao invés de um sinal positivo, descobrimos a decepção de um amor não correspondido.
Mais uma vez os anos passam, novas paixões seguidas de novos amores, e até decepções surgem. Mas até que um dia nosso coração nos dá um aviso importante:"é essa pessoa! É ela que vai te fazer feliz". Mas nós, incertos do futuro, e cheios de razão por todas as decepções que já tivemos na vida, teimamos em dizer o contrário para ele. "Não, é só mais uma pessoa que vem e que vai..." Mas o coração é um órgão teimoso! E aí você descobre que ele estava certo. E que, por mais que você relute, é ele que sempre tem a razão.

E o amor... Ah... O que é o amor?

Sim, um sentimento que você conhece desde bem pequenino, mas não o compreende mesmo depois de bem velhinho. Pois como explicar que o menino mais esquisito do colégio, o mais tímido entre todos é exatamente aquele que você ama? E que o desejo da sua mãe poderá também ser o seu? Que você se case com o filho de uma grande amiga dela. Aí, mesmo depois de anos, você descobre que aquele menino tímido e calado do jardim de infância, pra você, continua sendo um gato. E descobre que é ele quem vai te fazer feliz...

Que é com ele que você quer se casar... E que o AMOR está acima de tudo!
Ao som de 'Monte Castelo" - Legião Urbana.

5 comentários:

Kari disse...

Que coisa mais linda Kata! Amei!!!
É sim, o amor a gente sabe o que é, mas é difícil de entender. Ou melhor, a gente não sabe o que é, mas sente. Ah! Sei lá...
Acabei lembrando duma música da Maria Rita que eu acho linda!

O que é o amor...

"Se perguntar o que é o amor pra mim
Não sei responder
Não sei explicar
Mas sei que o amor nasceu dentro de mim
Me fez renascer
Me fez despertar
Me disseram uma vez
Que o danado do amor
Pode ser fatal
Dor sem ter remédio pra curar
Me disseram também
Que o amor faz bem
E que vence o mal
E até hoje ninguém conseguiu definir
O que é o amor...

Quando a gente ama, brilha mais que o sol
É muita luz
É emoção
O amor
Quando a gente ama, é um clarão do luar
Que vem abençoar
O nosso amor"

O magnata disse...

Seus textos sempre muito intensos vc é demais bjs!!!

Ah!!! o amor...

Ju disse...

que bom que é assim né?
=)

Luan Iglesias disse...

Profundo e verdadeiro. Os sentimentos por trás das palavras falam mais alto do que gestos por trás de sentimentos.

Grande beijo.

Somente EU mesma disse...

Katarine,

Linda a postagem... E eu fico muito feliz que saiba o verdadeira significado da palavra amor...

Seja feliz!!!

Bjs

Janaína